Vida de cachorreira

Semana passada a Tati, gateira assumida, postou um quiz sobre gatos e a tag vida de gateira. Eu como boa cachorreira, não quis ficar para trás e resolvi criar a tag vida de cachorreira – para os amantes dos doguinhos como eu. Vamos lá?

1) Quantos cachorros(as) vocês tem?

R: Por enquanto um, mas nos meus sonhos já tenho uns quatro. Só preciso convencer meu marido – e claro, morar num lugar maior! rs

2) Qual nome dele (a)? Quais apelidos?

R: Oliver – apelidos: Olly, Fido, Fiduxo, Nero.

3) Qual a idade do seu cachorrinho(a)?

R:  Oliver foi adotado e não temos a idade exata dele. Mas ele tem aproximadamente um ano e meio

4) Como ele (a) chegou até você?

R: Eu sempre tive bichos em casa, durante a infância foram 4 gatos, e durante a adolescência e juventude foi um cachorrinho. E desde que saí de casa para morar em São Paulo e casar, nunca mais tive um bichinho. Meu marido sempre foi acostumado a ter animais no quintal, e por morar em apto ele não se sentia a vontade. Mas eu fui plantando a sementinha, convencendo, fizemos lar temporário.. até que rolou! O Oliver apareceu pelo insta do @4patas1lar e foi amor a primeira vista. Fomos conhecer ele e ele tbm se apaixonou. E não poderiamos ter adotado doguinho mais perfeito! Por ser o primeiro animal dentro de casa para meu marido, eu tinha minhas preocupações, mas o Oliver é um príncipe! E o amor é tão grande que ele vive na nossa cama, vai nos restaurantes com a gente, no escritório, no atêlie, nos almoços de família, e até na viagem de comemoração das nossas bodas.. isso tudo em apenas 4 meses e meio! 

5) Como é a personalidade do seu cachorrinho(a)?

O Oliver é um príncipe, como eu falei acima. Ele não faz xixi dentro de casa – cocô ele já fez algumas vezes na madrugada, mas levando ele para um passeio longo a noite ou a tarde nunca acontece. Ele quase não late, raramente da umas latidinhas quando escuta o vizinho abrindo a porta, ou quando esta brincando com outros cachorros. Ele adora correr e brincar de pegar graveto, bem cachorro de filme! Estamos tentando ensinar ele a ficar sozinho, ele ainda sofre bastante, chora e late muito quando saímos. Ele foi abandonado e achamos que ele sofre de ansiedade de separação. Mas estamos trabalhando para que ele se acostume, e os choros e latidos vem diminuindo a cada saída.

6) Ele (a) gosta de brinquedinhos? Se sim, quais?

R: Ele adora brincar de correr atrás de algo e pegar, pode ser graveto ou algum brinquedo estofado – bolas ele não curte muito. Ele adora brincar com insetos também, rs!

7) Qual tipo de carinho que ele (a) mais gosta?

R: Ele ama todos os nossos carinhos, mas os preferidos são nas ‘bochehas’ e na barriguinha.

8) O que ele(a) mais gosta de comer? Qual marca de ração/molhinho você costuma dar?

R: Atualmente ele está comendo a Golden sabor salmão. Mas eventualmente misturamos com alguma ração úmida ou arroz (sem tempero). Ele também ama petiscos, temos ossinhos, biscoitos.. e ele sempre ganha pelo menos um ao longo do dia. Sempre que estamos comendo – qualquer coisa! – ele vem com aqueles olhinhos pedir um agrado, e dependendo da comida, conseguimos separar um cantinho com pouco tempero pra ele se deliciar.

9) Seu cachorro(a) faz xixi e cocô somente na rua? Em casa, no tapete higiênico, jornal, tapete reutilizável?

R: O Oliver foi adotado com mais de um ano e já veio acostumado a fazer as necessidades todas na rua. Claro que às vezes tem algum deslize (um cocozinho na cozinha pela manhã), mas em mais de 98% das vezes ele faz somente nos passeios. Levamos ele pelo menos duas vezes ao dia, sempre pela manhã e à noite, quando dá levamos ele a tarde também, e sempre que podemos, levamos ele onde vamos! 

10) Que recado você daria para as pessoas que não tem cachorrinho(a), ou tem preconceito com cães?

R: Você pode ter algum trauma de infância, achar que cão deve morar em casa com jardim, ter sido mordido por um cão, ou perseguido por um na rua (como eu já fui), mas poucos motivos justificam ter preconceito com cães! Eles nos amam incondicionalmente e nos tratam como pais, nos seguem, nos idolatram, e nos dão TANTO AMOR em troca de tão pouco. Se você nunca teve um cãozinho na vida, tenha logo, com certeza sua vida vai ficar muito mais alegre, divertida e completa!

 

E vocês? Tem cachorro(a)? Respondeu esse teste enquanto lia minhas respostas? Risos. Se identificaram com alguma coisa? Escreve aí pra gente saber.. Nós amamos saber mais sobre nossos leitores!